Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Projecto CEM-Trabalho com Padrões circulares

Tags:
Publicado por gorety às 21:04

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 22 de Novembro de 2008

Primeiros povos da Penísula Ibérica

A Península Ibérica é habitada há muitos milhares de anos.   

 

Os Povos que habitavam a Península Ibéria eram Nómadas, viviam da caça, da pesca e dos frutos silvestres. Com a descoberta da agricultura, estes povos vão-se fixando junto dos rios e das terras mais férteis e constroem povoados, passaram a ser sedentários.

 

Iniciam-se as primeiras invasões.

 

Os Iberos foram o primeiro povo a habitar a Península Ibérica. Vieram do centro da Europa. Do nome deste povo formou-se a Península Ibérica.

 

 Mais tarde, surgiu um povo guerreiro e agricultor – os Celtas.

 

Os Iberos e os Celtas acabaram por se unir, dando origem aos Celtiberos, aos Lusitanos e a outros povos.

 

Os Lusitanos ocuparam uma grande parte do território. Um dos grandes chefes lusitanos foi Viriato, célebre pela forma como combateu os exércitos romanos, que entretanto também invadiram a Península Ibérica.

     

Vindos do Mar Mediterrâneo, surgiram outros povos mais evoluídos, os Fenícios, os Gregos e os Cartagineses, cuja actividade principal era o comércio.

 

 Os Romanos foram um povo proveniente de Roma que chegaram no séc. III a.C.

 Os Romanos trouxeram alguns dos seus costumes para a Península Ibérica.

·        Desenvolveram as culturas do trigo, da vinha e da oliveira.

·        Criaram indústrias de tecelagem, as minas as pedreiras e as olarias.

·        Criaram locais de comércio e usavam a moeda.

·        Construíram estradas e pontes.

·        Trouxeram o latim e a religião cristã.    

Durante o período da ocupação romana, nasceu Jesus Cristo que deu origem ao cristianismo.

 

Os Bárbaros invadiram o império Romano e fixaram-se na Península Ibérica. De entre eles destacavam-se os Visigodos que conseguiram dominar toda a Península e formar um reino que durou 300 anos.

 

O domínio dos Bárbaros terminou com a invasão dos Árabes ou Muçulmanos.

 

Publicado por gorety às 01:31

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Tranglomanglo

Minha mãe teve dez filhos
todos dez dentro de um pote
deu o tranglomanglo neles,
e não ficaram senão nove.


Desses nove que ficaram
foram amassar biscoito:
deu o tranglomanglo neles,
não ficaram senão oito.


Desses oito que ficaram
foram pentear o tapete:
deu o tranglomanglo neles,
não ficaram senão sete.


Desses sete que ficaram
foram esperar os reis:
deu o tranglomanglo neles,
não ficaram senão seis.


Desses seis que ficaram
foram matar uma rês:
deu o tranglomanglo neles,
não ficaram senão três.


Desses três que ficaram
foram dar comida aos bois:
deu o tranglomanglo neles,
não ficaram senão dois.


Desses dois que ficaram
foram matar um perú:
deu o tranglomanglo neles,
e não ficou senão um.


E esse um que ficou
foi ver amassar o pão:
deu o tranglomanglo nele,
e acabou-se a geração.


Tags:
Publicado por gorety às 19:53

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

O meu novo brinquedo

Adorei: Pequeno, leve e fácil de transportar...

(Não é um Magalhães como já perguntaram!)

Publicado por gorety às 21:25

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Parte decimal

O número 247 470, 789 é composto por:

Parte inteira - 247 470

Parte decimal - 0,789 (789 milésimas)

 

Relembra:

Uma décima - 0,1

Uma centésima - 0,01

Uma milésima - 0,001

 

Tags:
Publicado por gorety às 19:49

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Granizo no Pico do Areeiro

A minha colega Graça enviou-me um email com fotos do granizo que caiu no Pico do Areeiro.

Eu não tirei nenhuma foto porque a polícia não deixou passar (e fez muito bem a estrada estava intransitável). Segurança em primeiro lugar!

Conclusão: Apanhei frio, fiquei doente, não bebi poncha e não vi "NEVE" nenhuma!

Não sei quem tirou as fotos mas está de parabéns!

 

Data: 1/11/2008
Publicado por gorety às 19:10

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Critérios Avaliação (Fichas)

Muito Fraco

0-24

Fraco

25-39

Insuficiente

40-49

Suficiente

50-69

Bom

70-89

Muito Bom

90-100

Publicado por gorety às 11:15

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Frei João Sem Cuidados

O rei ouvia sempre falar em Frei João Sem Cuidados como um homem que não se afligia com coisa nenhuma deste mundo.
- Deixa estar, que eu é que te hei-de meter em trabalhos!
Mandou-o chamar à sua presença e disse-lhe:
- Vou dar-te uma adivinha e, se dentro de três dias não me souberes responder, mando-te matar. Quero que me digas quanto pesa a Lua, quanta água tem o mar, e o que é que eu penso?
Frei João Sem Cuidados saiu do palácio bastante atrapalhado, pensando na resposta que havia de dar àquelas perguntas. O seu moleiro encontrou-o no caminho e lá estranhou de ver Frei João Sem Cuidados de cabeça baixa e macambúzio.
- Olá, senhor Frei João Sem Cuidados, então que é isso que o vejo tão triste?
- É que o rei disse-me que me mandava matar se dentro de três dias eu não lhe respondesse a estas perguntas: Quanto pesa a Lua? Quanta água tem o mar? O que ele pensa?
O moleiro pôs-se a rir e disse-lhe que não tivesse cuidados, que lhe emprestasse o hábito de frade, que ele iria disfarçado e havia de dar boas respostas ao rei.
Passados os três dias o moleiro, vestido de frade, foi pedir audiência ao rei. O rei perguntou-lhe:
- Então quanto pesa a Lua?
- Saberá Vossa Majestade que não pode pesar mais do que um arrátel, porque todos dizem que ela tem quatro quartos.
- É verdade... E agora: quanta água tem o mar?
Respondeu o moleiro:
- Isso é muito fácil de saber. Mas como Vossa Majestade só quis saber da água do mar, é preciso primeiro que mande tapar todos os rios, porque sem isso nada feito.
O rei achou bem respondido. Mas zangado por ver que Frei João Sem Cuidados se escapava das dificuldades, tornou:
- Agora, se não souberes o que penso, mando-te matar!
O moleiro respondeu:
- Ora Vossa Majestade pensa que está a falar com o Frei João Sem Cuidados, e está mas é a falar com o seu moleiro!
Deixou cair o hábito de frade, e o rei ficou pasmado com a sua esperteza. 

Lenda Popular

Publicado por gorety às 09:44

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Viriato

Foi um dos principais chefes dos Lusitanos que resistiu à ocupação Romana da Península Ibérica.
Foi assassinado em 139 a C. por um lusitano pago pelos romanos.

Os Lusitanos, que não tinham inicialmente um bom chefe, apareceram aos Romanos como presa fácil na guerra; mas, mais tarde, quando Viriato se tornou o seu chefe, infligiram grandes derrotas aos Romanos. Viriato era pastor desde pequeno, vivendo na montanha. Habituado a comer pouco, a fazer exercícios, a dormir apenas o necessário, não se separando das suas armas e lutando contra animais e malfeitores, ele tornou-se famoso e foi escolhido como chefe dos Lusitanos. Ao vencer os seus combates, foi admirado pelo seu valor e tornou-se famoso como chefe militar.


Viriato e outros Lusitanos.

Funeral de viriato:

"O cadáver, magnificamente vestido, foi queimado numa pira, onde sacrificaram numerosas vítimas, enquanto os soldados corriam em volta, formados, empunhando armas e cantando, à maneira bárbara, as suas glórias em honra do herói. Por fim, duzentos pares de guerreiros efectuaram simulacros de combates e não abandonaram o local enquanto o fogo se não extinguiu por completo.

Pintura: "A morte de Viriato", por José de Madrazo

D. Caio

Era um alfaiate muito poltrão, que estava trabalhando à porta da rua; como ele tinha medo de tudo, o seu gosto era fingir-se de valente. Vai de uma vez viu muitas moscas juntas e de uma pancada matou sete. Daí em diante não fazia senão gabar-se:
- Eu cá mato sete de uma vez!
Ora o rei andava muito aparvalhado, porque lhe tinha morrido na guerra o seu general Dom Caio, que era o maior valente que havia, e as tropas do inimigo já vinham contra ele, porque sabiam que não tinha quem mandasse a combatê-las. Os que ouviram o alfaiate andar a dizer por toda a parte: “Eu cá mato sete de uma vez!” foram logo metê-lo no bico do rei, que se lembrou de que quem era tão valente seria capaz de ocupar o posto de Dom Caio.
Veio o alfaiate à presença do rei que lhe perguntou:
- É verdade que matas sete de uma vez?
- Saberá Vossa Majestade que sim.
- Então nesse caso vais comandar as minhas tropas e atacar os inimigos que me estão cercando.
Mandou vir o fardamento de dom Caio e fê-lo vestir ao alfaiate, que era muito baixinho, e que ficou com o chapéu de bicos enterrado até às orelhas; depois disse que trouxessem o cavalo branco de Dom Caio para o alfaiate montar. Ajudaram-no a subir para o cavalo, e ele já estava a tremer como varas verdes; assim que o cavalo sentiu as esporas botou à desfilada, e o alfaiate a gritar:
- Eu caio, eu caio!
Todos os que o ouviam por onde passava diziam:
- Ele agora diz que é o Dom Caio; já temos homem.
O cavalo, que andava acostumado às escaramuças, correu para o sítio em que se combatia, e o alfaiate com medo de cair ia agarrado às crinas, a gritar como um desesperado:
- Eu caio, eu caio!
O inimigo, assim que viu o cavalo branco do general valente e ouviu o grito: “Eu caio, eu caio!”, conheceu o perigo em que estava, e disseram os soldados uns para os outros:
- Estamos perdidos, que lá vem o Dom Caio; lá vem o Dom Caio!
E botaram a fugir à debandada; os soldados do rei foram-lhes no encalço e mataram-nos, e o alfaiate ganhou assim a batalha só em agarrar-se ao pescoço do cavalo e em gritar: “Eu caio”.
O rei ficou muito contente com ele e, em paga da vitória, deu-lhe a princesa em casamento, e ninguém fazia senão louvar o sucessor de Dom Caio pela sua coragem.

Teófilo Braga, Contos Tradicionais do Povo Português

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

Milagre das Rosas

D. Isabel, mulher do Rei D. Dinis, era tão boa e amiga dos pobres que ainda em vida lhe atribuíam milagres.

Mais tarde, o Papa veio a canonizá-la, ou seja, a reconhecê-la como Santa.

Numa manhã fria de Inverno a Rainha saiu do palácio levando pães nas pregas do manto para distribuir. O Rei encontrou-a e perguntou-lhe o que levava tão bem escondido. Ela ficou embaraçadíssima, porque não gostava de divulgar as suas boas acções e respondeu-lhe:

- São rosas, Senhor!

O Rei estranhou.

- Rosas em Janeiro?

Muito corada de olhos baixos, Santa Isabel abriu o manto... e o pão transformara-se em rosas!

Publicado por gorety às 16:39

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Provérbios

- No dia de S. Martinho vai à adega e prova o teu vinho.
- Mais vale um castanheiro do que um saco com dinheiro.
- Dia de S. Martinho fura o teu pipinho.
- Do dia de S. Martinho ao Natal, o médico e o boticário enchem o teu bornal.
- Pelo S. Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho.
- Se o Inverno não erra caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
- Se queres pasmar teu vizinho lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
- Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
- Pelo S. Martinho, prova o teu vinho, ao cabo de um ano já não te faz dano.
- Pelo S. Martinho mata o teu porco e bebe o teu vinho.
- Pelo S. Martinho semeia favas e vinho.
- Pelo S. Martinho, nem nado nem cabacinho.
- Água-pé, castanhas e vinho faz-se uma boa festa pelo S. Martinho.

Tags:
Publicado por gorety às 16:29

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Adivinhas

1- Tenho camisa e casaco
Sem remendo nem buraco
Estoiro como um foguete
Se alguém no lume me mete

1- Castanha

 

2- Se me rio... de mim sai uma donzela
Mais donzela do que eu
Ela vai com quem a leva
Eu fico com quem me deu

2- Ouriço

 

3- Qual a coisa qual e ela
Tem três capas de Inverno
A segunda é lustrosa
A terceira é amargosa

3- Castanha

 

4-Tem casca bem guardada
Ninguém lhe pode mexer
Sozinha ou acompanhada
Em Novembro nos vem ver

4- Castanha

Tags:
Publicado por gorety às 16:14

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Lenda do São Martinho

    

      Num dia tempestuoso, ia São Martinho, valoroso soldado, montado no seu cavalo, quando viu um mendigo quase nu, tremendo de frio, que lhe estendia a mão suplicante e gelada.
     S. Martinho não hesitou: parou o cavalo, poisou a sua mão carinhosamente na do pobre e, em seguida, com a espada, cortou ao meio a sua capa de militar, dando metade ao mendigo.
     Apesar de mal agasalhado e de chover torrencialmente, preparava-se para continuar o seu caminho, cheio de felicidade, quando, subitamente, a tempestade se desfez, o céu ficou límpido e um sol de Estio inundou a terra de luz e calor.
     Diz-se que Deus, para que não se apagasse da memória dos homens o acto de bondade praticado pelo Santo, todos os anos, nessa mesma época, cessa por alguns dias o tempo frio e o céu e a terra sorriem com a bênção dum sol quente e miraculoso.

Publicado por gorety às 16:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Hoje foi dia de Magusto

Publicado por gorety às 15:50

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Pão-Por-Deus

A semana passada foi uma semana cheia de trabalho: Fizemos revisões e as primeiras fichas de avaliação.

Na sexta-feira (31 de Outubro) comemorámos o Pão-Por-Deus e o Halloween! Foi um daqueles dias muito animados.

História da semana.

Após a partilha do Pão-Por-Deus.

Os saquinhos construídos na curricular e enfeitados na aula de Expressão Plástica. Ficaram muito bonitos!

Tags:
Publicado por gorety às 15:23

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Quadro magnético

. Jogo Letroca

. Semana da cultura

. Jogos da NASA

. Completa a sequência

. Ed Pegg Jr puzzles

. C.S.M.

. Metro quadrado

. Metro quadrado

. Barbie

. António Barroso Cruz

. Àreas - 100 cm2 ou 1 dm2

. Cálculo da Área

. Quantos rectângulos tem a...

. Estrelinha mágica

. Cortejo Trapalhão

. Memoriza uma figura e seg...

. Dia da mulher

. Desfile de Carnaval

. Projecto CEM-Bingo da div...

. Santo Amaro

. Actividades de Natal

. Uma calculadora..."Fixe"

. Multiplicar por 9

. Recorda as Tabuadas

. Multiplicação

. Adição

. Divisão

. Determinantes Demonstrati...

. Determinantes Possessivos

. Determinantes Artigos

. Teatro os Palhacinhos

. Passeio-Dia da Montanha 2...

. Ser Professor é...

. Projecto CEM-Trabalho com...

. Primeiros povos da Penísu...

. Tranglomanglo

. O meu novo brinquedo

. Parte decimal

. Granizo no Pico do Areeir...

. Critérios Avaliação (Fich...

. Frei João Sem Cuidados

. Viriato

. D. Caio

. Milagre das Rosas

. Provérbios

. Adivinhas

. Lenda do São Martinho

. Hoje foi dia de Magusto

. Pão-Por-Deus

.Arquivos

. Março 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.Tags

. todas as tags

.Favoritos

. Lugares de sonho - Madeir...

. São Jorge - Santana

. Paúl da Serra

. Cogumelos

. Dias Frios - Pico Ruivo

. São Vicente

. Queimadas - Santana

. Lagoa do Lugar de Baixo

. Rancho - Santana

. Miradouro da Portela

.Links

.As minhas fotos

blogs SAPO
badge

.Relógio

.Subscrever feeds